domingo, 5 de março de 2017

Os melhores clubes de charuto do mundo


Os refúgios mais apreciados por quem gosta de degustar seu puro com classe.
Ocerco cada vez mais cerrado em torno dos fumantes tem feito dos clubes de charutos e fumoirs ao redor do mundo um refúgio para quem ainda tem coragem de se declarar um apreciador de um bom puro.
São lugares, em geral, decorados por altos carpetes, mobiliário amadeirado e escuro e abastecidos de bares recheados de boas bebidas e que funcionam como clubes defumados.

As opções vão do sofisticado The Fumoir, do hotel The Claridge’s, em Londres, até o despretensioso Le Fumoir, de Paris.
Localizado no Claridge’s Hotel, The Fumoir tem decoração sóbria e tradicional

The Fumoir
Brook Street, 49, Mayfair, Londres
Elegante e tradicional
Aconchegante e sofisticado, o bar data de 1930 e está localizado no Claridge’s Hotel, um dos mais tradicionais da capital inglesa. Em sua decoração sóbria, destaque para um painel de vidro do artista francês René Lalique, que também assina o design dos copos da casa. Fotos vintage em preto e branco, ajudam a relembrar o clima dos chamados “anos loucos” (a década de 20).
No menu da casa destaque para os drinques inspirados nos anos 1930, como os Fizzes (15 libras cada), mistura de destilado com sucos diversos. Com capacidade para 12 pessoas, funciona das 11h30 até a 1h da manhã e tem um “dress code” que celebra a elegância: pessoas trajando chinelo, short, calca jeans rasgada e bonés não entram.
A pop star Madonna e a atriz americana Gwyneth Paltrow são habitués do lugar, quando passam temporadas londrinas.

O Freddy´s Bar fica dentro do centenário hotel cinco estrelas De L’Europe, em Amsterdã


Freddy’s Bar

Nieuwe Doelenstraat, 2-14, Amsterdam
Elegante e tradicional
Localizado no centenário hotel cinco estrelas De L’Europe, em uma das mais charmosas esquinas de Amsterdam, é famoso por servir o melhor Bloody Mary da cidade.

Seu nome é uma homenagem a Alfred “Freddy” Heineken (1923/2002), empresário dono da famosa marca de cerveja e importante colecionador de arte holandesa. Funciona das 15h até a 1h, recebendo um mix eclético de clientes, de artistas plásticos a políticos, que se entregam às suas cadeiras de couro escuro, enquanto desgustam charutos ao som de um piano de jazz.
Le Fumoir, em frente ao Museu do Louvre, tem ambiente descontraído


Le Fumoir

Rue de L’Amiral, 6, Coligny, Paris
Moderno e descolado
Aberto pelo artista gráfico Marc J. Pasini, um aficionado por habanos, este simpático restaurante-bar-fumoir não tem a pretensão de ser um reduto hipersofisticado dos amantes dos charutos. Aliás se diferencia dos demais endereços por seu ambiente extremamente descontraído – mas a estreita relação de seu dono com o governo cubano e alguns produtores de charuto da ilha de Fidel é suficiente para credenciar a casa junto aos experts no assunto.
O grande diferencial e charme desse lugar é seu endereço: fica em frente ao Museu do Louvre. Muitos de seus clientes, vão ali descansar, após baterem perna pelos andares do museu, e se entregam ao aconchego dos uísques single malt de 10, 12, 14, 15 e 16 anos, e das versões de martini da casa, além, é claro, da aromática fumaça dos bons habanos que por lá circulam. Abre todos os dias das 11h às 02h
Club Macanudo é um pedaço de Cuba em Nova York


Club Macanudo

Rua 63, 26 E, Nova York
Tradicional
Depois da lei de 2003 que proíbe o fumo em bares e restaurantes, encontrar um lugar onde se possa degustar um charuto, em Nova York, é um achado. No Club Macanudo isso também pode ser feito por um preço acessível, uma vez que os charutos de seu extenso menu são vendidos a partir de US$ 11 (inclusive uma das versões do mitológico Cohiba).
O cliente assíduo pode, ainda, alugar um humidor (US$ 850 por um ano) para guardar seus preciosos charutos e ir degustando-os aos poucos. Além do perfume dos habanos, o som que costuma embalar as conversar também vem da ilha caribenha.
Seus clientes costumam dizer que o bar é um pedaço de Cuba, em meio ao frenesi da Big Apple e a um quarteirão do zoológico do Central Park.
Funciona de segunda à quinta, das 12h à 1h; sextas e sábados, das 12h às 2h e domingos até às 20h. Seu “dress code” exige homens de camisa social. Pessoas vestidas com chinelos, tênis, camiseta ou shorts não entram.

Empresa lança chupeta de ouro com pedras de cristal

Que tipo de presente para o bebê seria bom o suficiente para dar a uma família de alto poder aquisitivo?
Os pais provavelmente têm tudo o que realmente precisam, então sua única opção é encontrar algo único ou digamos um pouco estranho. A empresa Merdinger House of Design – especialista em aplicar ouro em objetos diversos, acaba de lançar essa chupeta para bebês feita em ouro. Com uma combinação de ligas de metal e ouro 18K e titânio, a chupeta é acentuada com uma configuração de três-pedras de cristal no centro. Trata-se da coleção “Arabesque”.

É realmente algo que não significará nada para o bebê em ter esse objeto em sua boca, mas como uma peça de exibição vai chamar bastante atenção.
Pelo ditado popular, trocaríamos a frase “Essa criança nasceu em berço de ouro” por “Essa criança nasceu com uma chupeta de ouro”.

Calvin Klein contrata o elenco de Moonlight

Calvin Klein contrata o elenco de Moonlight depois do triunfo no Oscar
Logo depois do seu triunfo nos prêmios do Oscar no último domingo, a Calvin Klein revelou que o elenco de Monnlight protagoniza a nova campanha de roupas íntimas da casa de moda. Esta é a segunda campanha de Raf Simons desde que assumiu a Calvin Klein e a primeira a focar-se nas roupas íntimas.
Chamada de ‘Revelação’, os atores Mahershala Ali, Alex Hibbert, Ashton Sanders e Trevante Rhodes protagonizam a série de imagens publicitárias. Ali, Sanders y Rhodes vestem as famosas cuecas da marca, enquanto Hibbert, de apenas 12 anos de idade, porta uma camiseta preta sem estampa.
Os atores foram vestidos pelo estilista Olivier Rizzo, que trabalhou com a Prada, Mil Mil, Dior e Jil Sanders e fotografados por Willy Vanderperre, o fotógrafo da primeira campanha de Raf Simons para a Calvin Klein.

Grupo de luxo Hermès registra recorde de vendas em 2016

A fabricante de lenços de seda e da famosa bolsa Birkin registrou um faturamento de 5,2 bilhões de euros, um aumento de 7,5%.



O grupo de luxo francês Hermes registrou vendas recordes em 2016, ultrapassando pela primeira vez os 5 bilhões de euros em volume de negócios, apesar de um contexto de incertezas.
A fabricante de lenços de seda e da famosa bolsa Birkin registrou um faturamento de 5,2 bilhões de euros, um aumento de 7,5%, principalmente graças ao sucesso comercial de seus produtos de couro e crescimento em todas as áreas geográficas.
“Conseguimos mais uma vez resultados superiores do que os do setor, superamos pela primeira vez os 5 bilhões”, afirmou nesta quarta-feira o presidente do grupo, Axel Dumas.
A Ásia, o principal mercado do grupo com 2,5 bilhões de euros, cresceu 7,5%. “O Japão registrou resultados excepcionais (+8,6%), apesar do aumento do iene durante o ano”, disse Dumas.
“A França resistiu, apesar de sofrer a nível global com a queda no número de turistas”, após os ataques dos últimos dois anos, acrescentou.
O grupo francês, que publicará em 22 de março seus resultados anuais, confirma que seu lucro operacional “deve ser ligeiramente maior do que em 2015”, quando foi de 31,8%.

Crie um hotel instantâneo e durma em qualquer lugar do mundo



Você irá a um lugar aonde ninguém nunca foi, em uma viagem que ninguém jamais fez -- e que ninguém depois de você voltará a fazer



Isso é o que a Blink, um novo serviço de férias efêmeras lançado pela operadora de viagens de primeira linha Black Tomato na quinta-feira, promete.
Funciona assim: você escolhe um país ou região e a Black Tomato encontrará um lote de terra imaculado para construir para você um hotel instantâneo totalmente personalizado e completo, com funcionários, refeições e excursões.
Você escolhe cada detalhe, da vista aos lençóis de cama e garrafas de vinho da adega. É uma viagem sob medida, no sentido mais literal possível.
“As pessoas usam expressões como ‘sob medida’ para tudo hoje em dia. Será que isso ainda significa alguma coisa?”, disse Tom Marchant, um dos fundadores da Black Tomato, que concebeu a Blink em resposta ao ímpeto que ele observou no conceito de lojas instantâneas.
“As experiências temporárias realmente empolgam as pessoas”, disse ele. “Elas criam um senso de urgência.”
Para Marchant, o luxo vai nessa direção. Ele afirma que sua definição pessoal de luxo é algo verdadeiramente único que não pode ser repetido e proprietários de hotéis do mundo todo concordam. Mas há um limite para a individualização em um hotel.
“Produtos de banho personalizados” serão personalizados de acordo com o design de um hotel, não com os desejos individuais dos hóspedes; “excursões personalizadas” muitas vezes são apenas variações de itinerários testados e aprovados.
Mas quem criar uma viagem com a Blink terá — de acordo com os cálculos de Marchant — 751.074.508.800 combinações possíveis de viagem para escolher depois que todos os mínimos detalhes forem considerados.
Após definir o lugar, os viajantes podem iniciar o detalhado processo de criar seu próprio hotel instantâneo do zero.
Para não deixar nenhum rastro, Marchant optou pelo formato de cabanas semipermanentes (mas com design de alto nível) para todos os hotéis instantâneos Blink.
Você tem diversas opções de estilo para escolher: cabanas de lona, cúpulas, yurts, cabanas tropicais e algumas outras.
Depois, todos os detalhes, do modelo das camas (sim, camas de verdade) às estampas dos assentos e à marca dos produtos de banho, dependem do seu desejo pessoal.
Esse processo pode ser feito pela internet — Marchant comparou a experiência com “escolher algo no cardápio do serviço de quarto” — ou pelo telefone com a ajuda de um especialista.
Mas ele também disse que os hóspedes poderão ser tão interativos quanto quiserem. Até mesmo o processo de personalização é personalizável.

5 conhaques sofisticados para presentear

Nova York – Durante quase toda a segunda metade da década passada, os produtores de conhaque concentraram seus investimentos em marketing na classe média em expansão da China.
Algumas garrafas podem ser caras (a Tesseron vende uma por US$ 1.200), mas não deixe que isso seja um impedimento para um presente não tão insanamente caro — um pouco de austeridade com certeza vai bem.

Château de Montifaud VSOP

Conhaque Château de Montifaud VSOP
Este conhaque leve e dourado é feito com uvas cultivadas na fazenda do castelo, localizada na Petite Champagne, uma das seis sub-regiões (ou crus) de Cognac.
Você sabia que existe apenas uma dúzia de empresas que cultivam e também produzem a bebida no mundo? Provavelmente não, então agora você tem uma excelente informação para contar em um coquetel.

Delamain Vesper XO

Conhaque Delamain vesper XO
Conhaque para quem é amante de uísque escocês: seus aromas de couro, cogumelos e baunilha parecerão familiares para qualquer pessoa que tenha um fraco pelo Macallan.

Hine Antique XO

Conhaque Hine Antique XO
As mais de 40 eaux de vie presentes nesse conhaque são da Grande Champagne, o cru mais altamente considerado, e cada uma delas é envelhecida pelo menos 20 anos antes da mistura.

Martell Blue Swift VSOP

Conhaque Martell Blue Swift VSOP
A Martell, produtora de conhaques mais antiga do mundo, está aprendendo novos truques. Entre eles está o acabamento de seu lançamento mais recente em barris de bourbon, o que adiciona aromas de baunilha e coco a um perfil tipicamente frutado.

Tesseron XO Passion

conhaque Tesseron XO Passion
VSOP? Por favor — a Tesseron não se dá ao trabalho de vender nada mais jovem que um XO. Este em particular é um blend de 30 eaux de vie que resulta em um destilado apimentado, floral.

O que é um conhaque, exatamente?

Resposta curta: é um brandy feito na região de Cognac, na França.

E o que é um brandy?

É um destilado cor de âmbar produzido a partir da mistura de vinhos eaux de vie destilados de uvas e envelhecidos durante pelo menos dois anos. Todo conhaque é um brandy, mas nem todo brandy é um conhaque.

O que as letras dos rótulos significam?

VS (very special): envelhecido em barris durante no mínimo dois anos. Tende a ser mais leve e menos complexo.
VSOP (very superior old pale): envelhecido durante no mínimo quatro anos. Como resultado, é mais escuro e concentrado.
XO (extra old): antes de 2016, esse conhaque era envelhecido durante no mínimo seis anos; agora, o tempo é de no mínimo 10 anos. Também conhecidos como conhaques Napoleão, são os mais sofisticados e complexos que existem.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Refeição mais cara do mundo custa US$ 2 milhões


No filme “Uma Linda Mulher”, a viagem da personagem de Julia Roberts a Itália para um jantar com o milionário interpretado por Richard Gere já foi de dar bastante inveja. O luxo, no entanto, é antiquado quando em comparação com o que o grupo russo de diamantes World of Diamonds tem a oferecer.


A experiência será oferecida ao casal que comprar a rara peça Fancy Vivid Blue Jane Seymour, de 2,08 quilates, pela bagatela de US$ 2 milhões.


O jantar começa com um passeio de helicóptero de 45 minutos pelos céus de Cingapura. Depois, um Rolls-Royce leva os clientes até um luxuoso iate, com vista para o skyline do país. O passeio romântico dura cerca de uma hora, quando o casal é levado até o topo do hotel Marina Bay Sands.

Por lá, 10.000 rosas vermelhas decoram o local, que tem vista 360º da paisagem. Um jantar com 18 pratos é servido durante o pôr do sol e, entre as especialidades, estão caviar, ostras no champanhe e salmão do Alasca. Para acompanhar, um champanhe Salon S de 1988 fecha a noite com chave de ouro.

Moët Ice Impérial chega em versão Rosé para refrescar o verão brasileiro

Uma novidade chega para adicionar nova e vibrante experiência “on the rocks” ao verão. Conhecida por seu pioneirismo a Moët & Chandon inova mais uma vez e traz a Moët Ice Impérial Rosé, o primeiro champagne Rosé do mundo criado especificamente para ser degustado com gelo.
Disponível a partir de novembro e apenas durante a temporada de verão nos principais pontos de vendas, Moët Ice Impérial Rosé é a mais revolucionária experiência sob o sol trazendo o conceito Summer Rocks com Moët Ice Impérial Rosé.


Feito para compartilhar com os amigos
Verão é momento de dividir boas experiências seja na praia, em frente à piscina ou nos terraços e rooftops e Moët Ice Impérial Rosé traz uma refrescante e vibrante forma de aproveitar os dias ensolarados em boa companhia.
A Moët Ice Impérial Rosé é um convite para aqueles que buscam viver o momento e aproveitar a vida ao máximo.
Champanhe Rosé com gelo
Refrescante, vibrante e feita para ser servida com gelo, Moët Ice Impérial Rosé mantém o estilo que já se tornou referência há cinco anos com a chegada da Moët Ice Impérial e quebra as regras e tradições, trazendo um novo espírito às celebrações.
“O espírito pioneiro de Moët & Chandon é lendário. Criamos o primeiro champagne especificalmente concebido para ser degustado com gelo e agora trazemos essa experiência para a ‘expressão Rosé’” explica Stéphane Baschiera, Presidente e CEO da Moët & Chandon.
Experiência sensorial com Moët Ice Impérial Rosé Summer playlist
O verão ganha uma nova cara com a chegada da Moët Ice Impérial Rosé. Moët & Chandon firmou uma parceria com o duo francês Sylq Studio e criou 10 faixas exclusivas que vão do upbeat pop ao lounge criando a trilha sonora perfeita para as tardes ensolaradas e o pôr do sol

Cuvée Belle Époque ‘By & For’, Perrier-Jouët

O Cuvée Belle Époque ‘By & For’ é o primeiro champagne do mundo feito sob medida para seu comprador. Em um mundo onde alguns produtos de luxo são feitos em série, poder preparar uma sofisticada bebida com seu toque pessoal é mais que um sinônimo de exclusividade – é um prestígio inestimável.
No primeiro dia da primavera em Março de 2008, a Maison Perrier-Jouët revelou o champagne mais exclusivo já 
criado – um cuvée reservado a alguns poucos afortunados. Como seu próprio nome sugere, este é o primeiro blend de champagne feito ‘By & For’, ou seja ‘Pelo & Para’ o seu comprador.



Apenas cem aficionados por champagne no mundo todo poderão participar deste privilégio sem precedentes, colaborando na fabricação de um cuvée que reflita sua personalidade e seu estilo. Eles terão a chance de visitar a sede da Perrier-Jouët na linda cidade de Épernay, na França, e se encontrar com o Chef de Caves Hervé Deschamps – a sétima geração de uma família que vem ocupando esta posição nos últimos dois séculos.
Esta experiência vai além do conceito de cuvées de prestígio produzido por outras maisons, que, na verdade, consiste em escolher a melhor safra e criar um blend diferenciado, com um toque especial daquele fabricante, sendo cada vez mais específico, ano após ano. A idéia de permitir que um cliente possa se envolver diretamente na produção de seu cuvée é certamente muito mais original.




Cada cliente deve pagar um valor estimado em cerca de US$ 92.000 a US$ 105.000 por um roteiro que começa com a passagem aérea e transporte até Paris para ele e mais quatro acompanhantes, com estadia de uma noite em um hotel em Paris. No dia seguinte, um chauffeur irá levá-los até a bela cidade de Épernay, no coração da região de Champagne, para um almoço onde serão servidos quatro pratos, na Maison de Belle Époque, uma mansão datada de 1811 que ainda conta com mobiliário requintado no estilo art nouveau e peças de arte do mestre-artesão Emile Gallé, que em 1902 foi o responsável pelo desenho das anêmonas que adornam cada garrafa dos cuvées Perrier-Jouët.

 O itinerário contempla ainda a visita às adegas de Perrier-Jouët, acompanhados de Hervé Deschamps, onde cada pessoa poderá satisfazer suas curiosidades, compartilhando os segredos transmitidos ao longo de dois séculos de história por homens e mulheres que ali trabalham. Deschamps seleciona uma variedade de diferentes amostras de champagne, começando com o cuvée Perrier-Jouët Fleur de Champagne Blanc de Blancs 2000, originário dos dois melhores vinhedos de Crémant – Bourrons-Leroy e Bourrons du Midi.
Discutindo com o comprador, Dechamps irá escutar e aconselhar as melhores notas e sabores preferidos por cada cliente, até que cheguem a um blend que atenda as suas expectativas. Então, é criado um “liqueur d’expédition”, uma combinação dos vinhos escolhidos com açúcar, para mostrar as diferentes possibilidades e níveis de nitidez do sabor, se está mais seco, mais frutado, mais ácido, enfim, deixá-lo exatamente com a personalidade e o paladar inigualável do futuro proprietário.
Com este estágio completo, serão produzidas apenas 12 garrafas standard (750 ml). Nas adegas subterrâneas foram criados 100 alcovas, nichos especialmente construídos para armazenar as caixas com 12 garrafas, uma de cada futuro proprietário, cujo nome está gravado sobre cada um destes espaços. O lote de doze garrafas irá envelhecer nas adegas, cuidadosamente armazenados em um recanto especial. Cada comprador logo será convidado a retirar e personalizar sua caixa que contém o seu cuvée, além de colocar sua assinatura ao lado da de Hervé Deschamps.



segunda-feira, 2 de maio de 2016

Emirados Árabes terão resort mais verde do mundo em deserto

Os Emirados Árabes vão construir o resort mais verde do mundo em pleno deserto, ao sul de Abu Dhabi. As obras começam em 2018 e devem durar dois anos.

Projetado pelo escritório de arquitetura londrino Baharash Architecture, a construção associará tecnologias limpas e design ecológico para criar uma experiência “futurista” das Mil e Uma Noites. 
A estrutura em forma de estrela terá em seu centro uma fonte de água, que servirá para fins de lazer, piscicultura e irrigação da plantação de alimentos orgânicos que abastecerão a cozinha.
A fonte de água é carregada de simbolismo, remetendo aos exóticos oásis, espécies de “ilhas em terra”, que são de grande importância para a sobrevivência dos beduínos, os povos que habitam os desertos.